domingo, 24 de julho de 2011

FRAGATA JOÃO BELO, PREPARA A SUA ACOSTAGEM AO PORTO DE SYDNEY




FRAGATA JOÃO BELO
 A SUA ACOSTAGEM AO PORTO DE SYDNEY






A  Fragata João Belo na Baía de Sydney

A Fragata João Belo, a preparar a sua atracação

Um Marinheiro Radarista da guarnição da
 Fragata João Belo. ( barbas de um ano).
Imagem da qual o blogger é proprietário

Um Marinheiro Radarista da guarnição. ( barbas de um ano).
Porquê o barramento!!!???





A Fragata Comandante João Belo, entrou no porto de Sydney, em 24ABR, já em plenas comemorações do 2º Centenário do desembarque do CAPTAIN  JAMES COOK na Austrtália ( Ilha THUSDAY).

Permaneceu nesta cidade até 01/05/1970.

Em 01/05, largou com destino a Brisbane, ainda na Austrália, onde entrou dois dias depois.
Permaneceu nesta cidade .cerca de 7 dias



Captain - James Cook
Marinheiras da Marinha de Guerra Australiana, em desfile Militar.
(1970)

António da Silva Martins, Mar. Radarista nº 1330/66

segunda-feira, 11 de julho de 2011

A CAMINHO DE SYDNEY.


MAR DA AUSTRÁLIA

FRAGATA JOÃO BELO - NAVEGANDO RUMO A SYDNEY

Corais vivos na costa australiana



Modelo de Victor Moreira
Foto de Antonio da Silva Martins
Réplica do "HMS ENDEAVOUR".
Navio utilizado por James Cook na sua viagem em 1770


Percurso efectuado pela Fragata João Belo, durante a viagem ao Oriente
(Mapa elaborado a bordo da Fragata por Acácio Almeida, que gentilmente
o cedeu a este blogue-1970)



A Fragata "CTE JOÃO BELO", saiu de Darwin em  17/04/70, rumo a Sydney, onde chegou a
24/04/70, atracando, dentro do porto, por fora de duas fragatas holandesas.

Navegou cerca de 168 horas ao largo da costa australiana, passando junto ao estreito de Torres e Great Barrier Reef, por águas consideradas perigosas devido às inúmeras ilhas, ilhéus, pontas, cabos, "attols" e bancos de coral









Passagem pelo Estreito de Torres
(Fonte - http://www.flaggen-server.de/australien1/aus_pro_16.php)




Fonte -
http://www.flaggen-server.de/australien1/aus_pro_16.php
ILHAS DO ESTREITO DE TORRES, são um grupo formado por mais de cem ilhas. É passagem náutica obrigatória,  conhecida por Estreito de Torres, situada entre a península de YORK, parte norte da Austrália, e a Nova Guiné, ilha da Melanésia. Uma parte desta ilha é um estado independente, conhecido por PAPUA (Nova Guiné), e a outra parte pertence á Indonésia.

Este território, tem cerca de 150 KM de largura  e 48.000 KM2 de area. Foi descoberto pelo navegador espanhol  LUIS VAZ DE TORRES.

Neste grupo de Ilhas, também  existe uma parte, que pertence ao Estado de QUEENESLAND (Austrália), cujo centro administrativo se situa na ILHA THUSDAY, a qual foi o primeiro território da Austrália, que o Capitão James Cook, reclamou para a Grã-Bretanha, no ano de 1770.



GREAT BARRIER REEF

É  a maior barreira de corais do mundo. É composta por mais de  2.900 recifes individuais e 900 ilhas que se estendem por cerca de  2.600Km2, numa área aproximada de  344.400Km2

O recife está localizado no Mar do Coral, na costa do Estado de Queenesland, no nordeste da Austrália.

A Grande Barreira de Coral, pode ser vista do espaço exterior, sendo a maior e única estrutura do mundo, feita por organismos vivos


Fonte - http://www.thelivingocean.net/2012/06/un-australias-great-barrier-reef-under.html

Turismo subaquático.
Corais vivos e uma das variedades de espécie das estrelas do mar