sábado, 7 de fevereiro de 2015

ALTERAÇÕES ESTRUTURAIS DA NRP "CDTE JOÃO BELO" F480


FRAGATA JOÃO BELO - PREVISÃO DE UMA

REESTRUTURAÇÃO



Chegaram a existir planos para a remoção de todas as peças de artilharia da popa, para aí
instalar um convés e um hangar, para operações de helicópteros Lynux. No entanto, o navio poderia resultar demasiado lento e a estabilidade poderia ser colocada em causa. Outra possibilidade, igualmente aventada, foi a remoção das torres de popa para a colocação de mísseis anti-navio, idênticos aos utilizados na classe "Vasco da Gama" (Harpoon) ou mísseis Exocet.

Qualquer das alterações acabaram por ser arquivadas.




NRP "COMANDANTE JOÃO BELO EM 1970



                            A SUA MODERNIZAÇÃO


A modernização ocorrida entre 1987 e 1989, teve em vista transformar as  Classe "João Belo" em fragatas  com uma vincada vertente ASW (Anti-Submarine Warface). Desta maneira, a principal alteração nas "João Belo" foi a instalação do sonar AN/SQS-510, que é igual ao utilizado nas "Vasco da Gama", a substituição dos lançadores de torpedos por versões idênticas às instaladas nas fragatas mais modernas, alteração das  defesa contra ataques de torpedos e melhoramentos significativos na área de guerra electrónica.
No sentido de reduzir a tripulação das "João Belo", viram retirada uma das peças de 100 mm à popa e viram igualmente criadas as instalações para pessoal feminino a bordo.
Pesquisa em www.areamilitar.net 
















                                          FRAGATA JÁ MODERNIZADA

Aspecto da Fragata João Belo, após a sua modernização


Tubos  lança-torpedos


Lançamento de torpedo